Fotografia Envolvente

Opiniões dos Participantes

Aqui os participantes dos In Vivos poderão deixar os seus comentários sobre os Workshops (encontram-se ordenados do mais recente para o mais antigo)! Obrigado!

28 responses

  1. Nem toda a chuva que caiu no Bussaco foi capaz de estragar um excelente In Vivo – Copa! Não é todos os dias que encontramos alguém com tamanha sabedoria e paixão pela Fotografia, Natureza e Lugares como o João.

    Muito obrigado pelos valiosos ensinamentos e excelente companhia! Sem dúvida que fiquei com o “bichinho” de experimentar também o Tronco!

    Um abraço,
    Eduardo

    October 19, 2015 at 8:42 pm

  2. Ricardo Santos

    Uma raiz e uma copa durante um fim de semana na Mata Nacional do Buçaco.
    Após ser introduzido ao in vivo pelo João, à fotografia e conviver com a mata, a máquina largou o modo automático e até hoje nunca mais o encontrou.
    A escolha do lugar e os ensinamentos do João estiveram em constante sintonia. Brilhante.
    Obrigado João!

    August 27, 2014 at 3:28 pm

  3. José Luís e Afonso

    IN VIVO (No Exploratório – Centro de ciência Viva de Coimbra
    A Raiz
    Foi um dia fantástico onde aprendemos, de forma simples , descontraida e divertida os conhecimentos necessários para utilisar a máquina fotografica de forma manual graças á capacidade extraordinária de João Gil.
    Obrigado João e até à proxima
    José Luís e Afonso (meu neto)

    April 22, 2014 at 5:21 pm

  4. milene cristo

    Obrigada João por este dia fantástico,o que sabiamente e de forma tão simples me transmitiu permite que inicie a relação com a minha máquina, agora sim começamos a conhecermo-nos . Só tenho uma dúvida se a “raiz” me deu tanto o que não dará o tronco?
    Fico a aguardar expectante pelo crescimento da minha “Fotárvore”.

    Obrigada

    Até breve.

    Milene Cristo

    April 20, 2014 at 6:50 pm

  5. Cláudia

    Olá João. Adorei fazer este workshop de fotografia, tenho pena que não haja uma continuação na Mata do Bussaco. Os colegas foram muito simpáticos e bastante cooperativos, em relação às minhas dificuldades. Em relação a ti, como professor, não tenho palavras. Só te posso agradecer toda a paciência. Foi um fim de semana fantástico a todos os níveis. Obrigada por tudo e um grande abraço. Continua a ser como és. 🙂

    February 13, 2014 at 7:47 am

    • Obrigado, Cláudia, também pela tua participação.
      Mas espero poder continuar os In Vivo na magnífica Mata do Bussaco, sim!

      February 13, 2014 at 7:48 am

  6. Este workshop foi muito interssante face as fotografias obtidas ! O castelo de Leiria é mágico para obter belas fotografias ! Tivemos de tudo para treinar o nosso olhar, orientado pelo “Guru” João M Gil. Achei interessante pela forma escontraída como foram desenvolvidos os trabalhos ! É para continuar !! Parabens João !

    April 8, 2013 at 1:57 pm

  7. Óptimo workshop! Debaixo de um sol encantador de sábado, com a presença de um grupo de amantes da fotografia, com quem aprendi bastante, e sob o olhar muito atento do João Gil!

    Esta foi o inicio – a Raíz! Aguardo ansiosamente pelo Tronco (mas acompanhada por outra máquina)! 🙂
    obrigado a todos
    Ana

    April 2, 2013 at 9:37 pm

  8. Foi um excelente evento, com participantes activos e criativos a partilhar de um maravilhoso dia de primavera num local com História e estórias para contar. A aprendizagem foi uma constante e constante também o apoio do formador João M. Gil !!
    Sem dúvida fica a vontade de participar em mais temas e outros níveis InVivo 🙂

    April 1, 2013 at 11:12 am

  9. Jorge Orfão

    Além de um dia muito bem passado entre pessoas que algumas se conheceram pela primeira vez, criou-se um empatia muito grande entre formandos e formador. A par disso, aprenderam-se novas técnicas, tais como, domínio básico da máquina fotográfica, aberturas, velocidades e outras. Momentos proporcionados pelo Tomás com as suas alusões ao 500PX, a boa disposição entre os participantes, e uma referência às amendoas da Inês. Recomendado…

    March 31, 2013 at 1:09 pm

  10. O In vivo foi bom para deixar de usar os modos automáticos da máquina. As pausas para explicar determinados as aspectos das máquinas/fotografia são excelentes, tal como no final a apresentação, escolha e discução das melhores fotos de cada elemento.
    Em relação ao local (O Castelo de Leiria) optima escolha, em relação ao piquenique, adorei;)

    Um dia muito bem passado, aconselho a participar.

    Joaquim Pais

    September 26, 2012 at 10:47 am

  11. Que dia fantástico “in vivo” sem duvida uma abordagem diferente dos workshops tradicionais. Nos dias de hoje aprender assim é aumentar a paixão que temos, neste caso, pela fotografia. É com esta simplicidade que quero subir mais um pouco até ao tronco…

    Parabéns João Gil

    João Duarte

    September 4, 2012 at 8:25 am

  12. Paulo Gomes

    O Invivo foi bom para começar a controlar (quase dominar) a máquina.
    O local (Castelo) foi muito agradável e a discução das fotos dos participantes muito proveitosa.
    Aconselho…

    Paulo Gomes

    September 3, 2012 at 11:40 pm

  13. António

    A espera pelo tronco já vai longa, demasiadamente longa. Bem sei que as raízes devem ser múltiplas para que o tronco bem se sustente. Não haverá já suficientes? ‘bora lá com um tronco no nosso amado Jardim Botânico de Coimbra!

    July 11, 2012 at 3:39 pm

    • Caro António, julgo que já te tinha respondido (sem resposta da tua parte – terás recebido a resposta?).
      Sinto muito, mas não depende de mim. Só quando houver pessoas suficientes para um “o tronco” é que poderei avançar para um “o tronco”.
      Sorry, mas eu faço o que posso.
      Abraço

      July 11, 2012 at 3:43 pm

  14. António

    Para quando o tronco, João? A espera já vai longa.
    Um abraço
    António

    January 26, 2012 at 4:10 pm

    • Caro António, temos um tronco previsto só para Maio! 20 de Maio…Ainda falta muito! E que tal um Causas? 😉

      January 26, 2012 at 7:30 pm

  15. Helena

    In Vivo – raiz
    Uma experiência inesquecível este dia de Junho. A aprendizagem da sensibilidade, da abertura e do tempo. Da máquina e de nós próprios. Num ambiente envolvente e caloroso. A memória deste dia torna imperdível o In Vivo que se segue…

    Helena

    June 29, 2011 at 2:44 pm

  16. António

    In Vivo – a raíz

    A raíz a marcar o início. Sobre, e sob, a raíz da magnífica figueira-estranguladora o encontro. O contacto, os contactos, visual, linguístico, físico. As expectativas. Os receios. As vidas. As máquinas.
    Depois as estufas. Vidros que isolam, lentes que captam, aproximam.
    As cadeiras, sempre as cadeiras.
    O Jardim na sua plenitude! Os vértices do triângulo, em sucessão: ISO, abertura, exposição. De início isolados, em equilíbrio. Mais tarde livres, criadores: o M, de manual. Um novo mundo não suspeitado!
    E o João, claro. A Alma Lux Photographia.
    Uma experiência única. Recomendável, vivamente recomendável.
    Ansiamos o tronco. Já!

    Um abraço, João. E obrigado!

    António

    June 21, 2011 at 4:59 pm

  17. Gonçalo Lopes

    O jardim Botânico, onde passámos este dia InVivo, recomenda-se. Aí estivemos desde o início da manhã a aprender sobre aqueles comandos das máquinas fotográficas que toda a gente sabe que existem mas ninguém conhece realmente. A chuva marcou o ritmo dos temas e dos exercícios. De cada vez que nos refugiávamos a ver as fotografias, ela lavava as árvores preparando-as para uma nova sessão. Aprendemos também como fotografar apesar da chuva e aproveitar os ambientes e cores que ela nos proporciona. Assim se aprende, com tempo ainda para trocar ideias e fazer perguntas de leigo que ninguém leva a mal.
    Isto, num dia chuvoso em que normalmente ficaríamos em casa arrumados numa qualquer divisão de janela fechada.

    May 4, 2011 at 10:00 am

  18. Sandra Portela

    Um dia curioso no jardim botânico com cheiros fabulosos, espaços de descoberta e um grupo amistoso pronto para olhar em todas as direcções! A busca de cada um atendendo às dicas do “mestre” 😉 Fase final de reflexão com uma atenta espreitadela, em grupo, para descobrir o que captou o olhar de cada participante durante o workshop…e aí percebe-se um pouco de cada um dos mundos que esteve envolvido!

    Parabéns e obrigada pela descoberta João Gil,

    Bora lá outra vez 🙂

    April 23, 2011 at 7:18 pm

  19. Catarina

    In vivo continua sobretudo a ser envolvimento. Subir ao tronco é…

    … sermos capazes de ver os espaços que nos rodeiam com outros olhos,
    … fotografarmos juntos, mas ao mesmo tempo separados,
    … descobrirmos o quê e como queremos fotografar.

    Venha a copa!

    Catarina

    April 15, 2011 at 4:07 pm

  20. Claudia I Duarte

    Parabéns!!
    Um dia cheio de energia, boa disposição, e de muitas aprendizagens!
    Truques,técnicas, experiências, mas principalmente aprender a sentir, perceber, enquadrar e aproveitar aquele momento imediatamente antes do “click” e contemplar o momento após o “click” 🙂

    Parabéns João pelo fantástico workshop e obrigada pela experiência!!

    April 1, 2011 at 3:31 pm

  21. Catarina Duarte

    Mais uma bela experiência num dia fantástico….cheio de luz, cor e fotografia!!! O ambiente no Jardim Botânico permite abstrair dos ruídos citadinos e adequa-se na perfeição à Raiz, Tronco e Copa do João Gil. Aconselho, para quem gosta de fotografia, de natureza, de paz de espírito, de “no stress”, de respirar fundo, de observar, de ouvir, de pensar, de sair de si, enfim….
    Aproveitem!

    April 1, 2011 at 2:07 pm

  22. IN VIVO – O Tronco

    O Workshop In Vivo – O tronco é acima de tudo um dia bem passado, na companhia de um grupo de pessoas com um interesse comum.
    Neste workshop somos convidados a pensar de maneira diferente daquela a que estamos habituados, e a tentarmos usar essa nova maneira ao serviço da nossa criatividade.
    O cenário do Botânico só por si é meio caminho andado para o sucesso do workshop e os desafios que o João nos colocou ao longo do dia foram muito interessantes.
    Excelente workshop para quem já tem algumas bases da fotografia…

    March 31, 2011 at 6:13 pm

  23. Anabela Marisa Azul

    Muitos parabéns pelo modo como o curso está estruturado, desde um ponto de vista técnico e de comunicação. Experiências absolutamente “In Vivo”. Obrigada. Até breve, nas próximas edições “In Vivo”…

    November 25, 2010 at 9:11 pm

  24. cschreckreis

    In Vivo é sobretudo envolvermo-nos…

    … com o espaço deslumbrante para o qual não nos cansamos de olhar,
    … com a nossa máquina que faz muito mais do que imaginávamos,
    … com as pessoas que nos acompanham e as suas formas diferentes de ver o mesmo que nós.

    E isto foi apenas a raiz! Aguardamos ansiosamente para chegar ao tronco!

    Catarina

    October 19, 2010 at 2:16 pm

    • Cláudia Duarte

      IN VIVO

      Dia muito bem passado, onde se respira fotografia num ambiente magnífico, com uma luz de Outono linda!!!
      Abordagem simples e funcional de conceitos de modo que foi possível passar o dia com a máquina seleccionada para o M de Manual, coisa que nunca antes me tinha acontecido….
      Apesar de já ter algumas noções desses conceitos, foram facilmente assimilados, graças ao carácter experimental do IN VIVO.

      Parabéns João Gil!

      Também aguardo pelo Tronco!!

      Cláudia

      November 26, 2010 at 10:19 am

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s